domingo, 28 de junho de 2009

Painel - O papel das sirtuínas


As sirtuínas compõem uma família de enzimas de grande importância, pois sua atuação está ligada ao aumento do tempo de vida e ao envelhecimento saudável. Estudos realizados com leveduras, vermes, moscas e ratos mostraram que as sirtuínas controlam processos celulares como o silenciamento de genes e a morte celular. Além disso, as sirtuínas participam de um mecanismo de retroalimentação que mantém as células vivas em situações estressantes, especialmente diante da falta de alimentação. Recentemente, pesquisas realizadas na Universidade de Wisconsin-Madison atribuíram às sirtuínas uma outra função: o controle de enzimas metabólicas específicas, as AceCSs. O conhecimento do mecanismo de ação destas enzimas poderia contribuir para a produção de medicamentos “antienvelhecimento” e que combatam doenças relacionadas à idade, sendo a novidade recebida com grande entusiasmo pela indústria biotecnológica. Dentre os compostos testados pelos cientistas o reveratrol, composto presente na casca da uva preta e entre os alcoóis de vinhos tintos, foi a substância que teve maior efetividade na estimulação dessa família enzimática. Devido à esta descoberta aconselha-se que pessoas adultas tomem uma taça de vinho tinto por dia, afim de aumentara expectativa de vida e evitar algumas doenças relacionadas ao envelhecimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário